FLAG COUNTER DE RECEITAS E SEGREDOS DA COZINHA MINEIRA DESDE 29/02/2013

FLAG COUNTER DE RECEITAS E SEGREDOS DA COZINHA MINEIRA DESDE 29/02/2013
83 países já visitaram este blog! Clic na imagem para ver!

segunda-feira

Biscoito de Queijo Meia Lua

Com Polvilho Doce

                                                      Delicioso, crocante! Bem mineirinho!                           
                                       
Tempo de preparo: 30min
Rendimento: 30  porções

INGREDIENTES

4 copos de polvilho doce (copo de requeijão ou xicara de chá é a mesma medida)

3 copos de queijo ralado (ralo mais fino)

 1 copo de leite gelado

3 a 4 ovos ( conforme o tamanho)

 1 copo de óleo (faltando 2 dedos para cheio) 

 Sal a gosto 

MODO DE PREPARO


1. Molhe o polvilho com o leite gelado, amasse com as mãos até ficar soltinho. 

2. Esquente bem o óleo e sapeque o polvilho já molhado com o leite gelado, mexendo com uma colher de  pau no início e depois amassando bem.

3. Coloque o queijo e os ovos e sovar bem até ficar firme e depois é só enrolar em forma de meia lua. A medida é uma colher de sopa cheia de massa.

4. Colocar sal apenas se necessario, deixe por último, as vezes o sal do queijo é suficiente. 

5. Levar ao forno pré aquecido a 180º graus até dourar um pouco.

6. Não deixe muito se não fica duro. São 20 min,  aproximadamente. 

DICAS IMPORTANTES:

1 - A massa tem que ficar firme mas não dura, ela tem que ficar grudando um pouco nos dedos. Para enrolar é só colocar um pouco de óleo nas mãos.
Se você for guardar na geladeira para assar mais tarde, ou até no outro dia, unte a massa com óleo, cubra com papel filme, para não ressecar e qdo for utilizar novamente, sová-la  novamente. Congelar no freezer, resseca as massas.

2 - Para não dar aqueles "rachadinhos nas costas do biscoito", qdo enrolar e fizer a meia lua, acrescentar uma colher de sopa de leite e óleo. Mesmo o biscoito cru, já dá para ver se vai "rachar" ao enrolar. Fique atento!

3 - Assou o biscoito, após o lanche, você deseja guardá-lo para o café da manhã? É importante guardá-lo em um saco de plástico, fora da geladeira. Assim, ele mantém ainda macio por mais 6 horas. 

Créditos:
Receita básica:

domingo

Bolo de Cenoura com Cobertura de Chocolate



Olá amigos,
 Não era plano deixar aqui, hoje, a minha receita especialíssima de bolo de cenoura. Mas, como estava prontinho para o lanche deste domingo, resolví nesta manhã,  mudar do tabuleiro para o marinex e foi aquela confusão!  Conseguí salvá-lo e ainda "me" sobrou ( como diz D. Nieta),  a sobremesa de rapa de bolo com cobertura de chocolate, mais gostosa deste mundo, que  "se foi", antes do almoço mesmo! Como ele já tinha sido congelado 6ª feira, para hoje, estava molhadinho, fofinho, gostosinho... Liguei para minha parceira, Meire, para saber qual a receita  havia feito...descobrí que anda mudando minhas receitinhas...para melhor, é claro!
Assim, para os amigos seguidores que já descobriram no menu Páginas - Receitas Preferidas 1ª Parte - esta receita de BOLO DE CENOURA,  deixo aqui algumas alterações  importantes:
                                                                   
BOLO DE CENOURA COM COBERTURA DE CHOCOLATE  

Medida: xícara de chá ou copo americano
Para bolo menor:


INGREDIENTES

Bater no liquidificador:

4 cenouras médias
2 xícaras chá de açúcar
3 ovos
1 xícara de óleo
1 pitada de sal

Misturar depois

3 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa de pó Royal

COBERTURA DE CHOCOLATE
Para bolo menor

4 colheres de sopa de Nescau
8 colheres de sopa de açúcar
4 colheres de leite
1 colher de manteiga

OBS: Para fazer o bolo dobrado, use a seguinte cobertura:

1 xícara/chá de nescau
1 xícara/chá de açúcar cristal
1 xícara/café de leite
2 colheres de sopa de manteiga

Levar ao fogo até dar o pto de brigadeiro, cobrir o bolo e esfarelar sobre a cobertura,  granulados de chocolate, enquanto está ainda quente!  É D+,  gente!
Bom domingo para todos!

sábado

Pão de Queijo Preguiçoso - com polvilho azêdo

Obs: Não é preciso: escaldar o polvilho, não é preciso sovar nem enrolar os pães! Leia a receita:


                                                      Imagens do Google, mas eles ficaram
                                                                     assim mesmo!

INGREDIENTES

2 ovos
1 copo de leite
1 copo de óleo
2 copos de polvilho azedo
2 copos de queijo de minas ralado ( fiz com ricota mesmo)
1 pitada de fermento em pó ( 1 colher de café - rasa)
Sal  ( 1 colher de café - rasa)

MODO DE PREPARO

Bater no liquidificador os ovos, o leite e o óleo para misturar bem.
Despeje numa vasilha. Juntar o polvilho e o queijo e misturar bem.
Colocar a massa em forminhas de empada untadas e levar para assar em forno bem quente ( 180 graus).

A dica é que a massa é mole, como massa de bolo. Fácil e rápida de fazer, sem ter que ficar amassando " toda a vida". Fiz como se tivesse preparando um bolo e no final, não precisa dissolver o queijo todo, só o necessário. Coloquei naquela forma usada para se fazer Petit Gateau, deixando um espaço para o crescimento. É uma receita bem  prática! E os pães de queijo...ficam bons, principalmente se formos lanchar em seguida. E  Bom apetite!

quarta-feira

Doce de Casca de Laranja Açucarada

                                        



INGREDIENTES

24 Laranjas bahia ou 40 laranjas Pera
3 litros de água
3 kg de açúcar
açúcar de confeiteiro para finalizar

MODO DE PREPARO

Descasque as laranjas, retirando o máximo da casca branca. Corte as cascas em palitos finos. Numa panela com as cascas, coloque a água até cobrir, deixe levantar fervura, retire e escorra. Repita esta operação por 3 vezes.
Na quarta vez, coloque as cascas cozidas, o açúcar, os 3 litros de água e deixe cozinhar de uma hora e meia a duas horas. Mexa de vez em quando. Retire as cascas da calda, escorra bem, coloque numa grelha e deixe secar de um dia para o outro. Separe bem as cascas.
Não deixe uma sobre a outra. Passe no açúcar de confeiteiro e guarde em potes fechados. Se quiser, passe no chocolate derretido ou em um fondant feito com 1 xícara (chá) de açúcar de confeiteiro misturado ao suco de dois limões.

Durabilidade: 3 meses
Rendimento: 2 quilos

Fonte:
Webpage: Receitas.com - Mais Você 

domingo

Aprenda a fazer receita de grão de bico com Bia Seidl

 BIA SEIDL CONTA O SEGREDO E ENSINA RECEITA DE GRÃO DE BICO

                     Créditos: G1.Globo.com/Estrelas/Ángélica




Adicionar legenda
                                                   Sáb. 16/03/13 - Programa da Angélica

Bia Seidl ensina Angélica a preparar Grão de Bico com Especiarias em um sítio com clima de retiro espiritual em Vargem Grande. A atriz, que é adepta da alimentação natural e vegetariana há vinte anos, conversa com a apresentadora sobre hábitos de vida e os benefícios do estilo de vida que a fazem parecer mais jovem e bonita aos 50 anos.

INGREDIENTES

- 1 cebola cortada em pedaços pequenos
- 4 tomates sem pele e sem semente
- 3 copos de grão de bico cozido e sem pele
(separe 1/2 copo para bater no liquidificador até formar um purê ou creme)
- 1colher de chá de páprica picante
- 1colher de chá de coentro em pó
- 1colher de chá de pimenta preta
- 1colher de chá de açafrão
- 1colher de chá de curry
- 1pitada de sal
- 1copo de água
- 1pitada de assa-fétida
- 1 colher de sobremesa de ghee

Preparo do Ghee – Manteiga Clarificada

Ingrediente:
- um quilo de manteiga

Modo de preparo:

- Aquecer a manteiga em fogo baixo e contínuo
- Retirar as impurezas e espuma branca que se forma no aquecimento da manteiga
- Quando um líquido puro e de cor âmbar surgir, desligar o fogo, pois o ghee ficou pronto

Passo a passo do Grão de Bico:
- Esquentar o ghee
- Adicionar o coentro
- Deixar aquecer um pouco e colocar os demais temperos: curry, assafétida, páprica, sal, açafrão, pimenta…
- Deixe fritar por 30 segundos
- Adicionar a cebola e refogar bem, em seguida coloque o tomate. Mexer bem e deixar cozinhar por 5 minutos
- Misturar o grão de bico, a pasta de grão de pico e um copo de água
- Deixar no fogo por mais 15 minutos
- E pronto! Para acompanhar uma boa dica é o arroz integral!

quinta-feira

A Saga do Doce de Limão Tahiti - Final

Gente, vejam que  "doce" ele ficou! Super macio, gostoso e perfumado!


Após  5 dias curtindo as cascas dos limões, finalizei-o hoje, pois o prazo de curtição expirou!
Ficarei uma semana ausente, por motivos de saúde e eu tinha por honra acertar esta receita. Afinal, a safra do limão está em alta e dá dó vê-los caíndo do pé sem fazer nada interessante. Alguns dizem: 
- Vai no mercado e compra o doce, é muito mais simples! Mas, e o desafio de descobrir os segredos deste doce delicadíssimo e finalmente  acertar a receita? E a aprendizagem, a busca, os conhecimentos relacionados e finalmente, poder reunir pessoas queridas em torno da mesa, e nesta fraternidade e na alegria, ter um docinho de limão, ou outra quitanda, feita por você?!
A receita e todos os segredos já foram revelados na última postagem desta saga. 
Não deu tempo da Ana Maria ler minha mensagem, pedindo socorro para acertar a receita. Aliás, depois de muito tentar, pesquisar receitas e segredos no Google, eu encontrei na webpage RECEITAS.COM, do Programa Mais Você, a mesmíssima receita e foi bom que antecipadamente eu ví que estava no caminho certo, pois quando é que uma receita da Ana Maria Braga, não dá certo? 
Além do doce, de quebra, fiz também  uma geléia de limão, no 2º dia da curtição das cascas. Esta não me deu trabalho, pois, já fiz muita geléia de jabuticaba, tempos passados...e, o processo é o mesmo.
Vou deixar para vocês a receita da geléia de limão. É deliciosa, messssmmmooo!

COMO FIZ A GELÉIA DE LIMÃO, APROVEITANDO OS MIOLOS DELES

 No segundo dia de curtição, me deu vontade de tentar fazer uma geléia. Vim "no Google", busquei, lí e gostei.  Mas perdí a pesquisa e não tinha tempo para voltar atrás em busca dela. 
Era "hora" de limpar as cascas - retirar o miolo e tal...
Resolví fazer do jeito que fazia geléia de jabuticabas...deu certo, então tentei fazer a receita para vocês!

GELÉIA DE LIMÃO

INGREDIENTES 

2 litros e meio de água
1 prato fundo e 1/2 de açúcar cristal
10  cravos
1 canela em casca
miolos de cascas de limão ( que estava curtindo para a compota)

MODO DE PREPARO

Colocar a água numa panela grande e colocar dentro dela um escorredor de arroz de alumínio. Sim!
Coloque dentro os miolos dos limões e deixar ferver bem! Depois coar esta água numa peneira fininha em outra vasilha. Jogue fora os miolos de limão.
 Colocar toda a água coada novamente na panela e acrescente o açúcar cristal, os cravos, a canela e deixe ferver, muito, mas muito mesmo. Um bom tempo!...
Quando começar a engrossar, você verá que está formando uma espuma escura. Retire esta espuma toda com uma escumadeira. Não deixe restos dela, que a geléia ficará com espuma. Aproveite e retire também os cravos e a canela. Espere esfriar. Se ficar dura demais, coloque mais um pouco de água, o necessário para ferver novamente e depois deixe esfriar e coloque em vidro esterelizado. 
A geléia fica uma delícia com rosca, pão de queijo e muitas outras quitandas! 

Delícia!





domingo

A Saga do doce de limão - 4ª Etapa


Como prometí, está longe a idéia de desistir do meu doce de limão! Neste sábado, preparei mais 20 limões para fazer o teste da receita seguinte. (rsrsrsrsr), me lembro quando estudava e tínhamos que demonstrar o método científico, testando todas as possibilidades das hipóteses levantadas. Graças a Deus isto passou...agora é com prazer que estou testando as receitas encontradas na web, para descobrir o segredo deste doce delicioso!
Ontem encontrei uma receita de Portugal. E o que me chamou a atenção, foi o fato dela ser bem simples. Ainda mais que agora já sei alguns segredinhos do doce, coisas que não podem acontecer, tais como:

  • Os limões devem ser bem lixados, como vocês estão vendo na imagem.
  • Eles devem ser realmente curtidos, e não é apenas por um dia, mas por uns 5 dias.
  • Quando estiverem na panela (ao fogo), a água não pode ferver.
  • Eles estando na água quente (ao fogo), não podem tomar vento. Deve-se cobrí-los com um pano de prato ( por dentro da panela).
  • Os miolos dos limões, são tirados com dois dias de curtição e não como havia feito, logo no início da receita testada.
  • ... e assim vou descobrindo os segredos! Será que faltam muitos ainda?!

Enquanto estou ainda na segunda etapa do segundo teste, vou deixar para vocês esta nova receita que estou testando. Espero que dê certo! Estou testando com a mesma quantidade de limões da primeira receita.


COMPOTA DE LIMÃO TAHITI

INGREDIENTES



20 limões tahiti, de preferência meio maduros
800 gramas de açúcar
10 cravos
5 paus de canela grandes ( depois tirei)
1 colher de café de sal.
2 litros de água (aproximadamente)

MODO DE PREPARO

Eu diminuí o sal, porque na receita original , a quantidade de limões são 5kg e o restante dos ingredientes é proporcional a esta quantidade.

O PASSO A PASSO


Lavar os limões.

Ralar a casca para retirar o sumo e as imperfeições.

Lavar bem e cortar os frutos ao meio, no sentido vertical, divididos em quatro partes.

Ferver durante dez minutos, até o miolo ficar mais ou menos macio.

Deixar de molho durante dois dias, trocando a água (fria) várias vezes, para tirar o amargor.

Retirar o miolo e desprezar.

Levar as cascas ao fogo, com água e sal. Assim que estiver quente, jogar fora a água com sal e despejar as cascas em outra água limpa, quente e sem sal.

Deixar mais três dias de molho, trocando a água constantemente.

Fazer a calda: Colocar a água no tacho, despejar o açúcar até fazer um xarope bem grosso. Durante a fervura, surgirá uma espuma escura, que deve ser retirada com escumadeira.

O próximo passo será despejar as cascas no xarope quente, deixando no fogo por dez minutos. Assim que levantar fervura, retirar imediatamente --- cuidado para não ultrapassar esse tempo. Senão os frutos vão endurecer.


Obs: Só 5ª feira, poderei finalmente concluir o teste do doce. Espero que desta vez, dê certo!

Créditos desta receita:

Website: Wiki Books
http://pt.wikibooks.org/wiki/Livro_de_receitas/Compotas_de_lim%C3%A3o_tahiti

Receitas.Com - Mais Você  ( depois pesquisando melhor, encontrei também aqui, a mesmíssima receita.)

terça-feira

A Saga do Doce de Limão - Etapa 3

As casquinhas de limão, viraram cobertura para o bolo de limão


A história não acabou! Depois de um fim de semana árduo para salvar o doce de limão que não deu certo, mas já está no fim na terça feira, tinha que fazer alguma coisa para reciclar as casquinhas que não conseguí bater no liquidificador, (que não conseguindo processar as cascas, na etapa 2 do doce - fundiu o motor!)
A possibilidade 3 seria então, fazer um bolo de limão e recheá-lo com as casquinhas semi-processadas. Fizemos isso! Quando o bolo ficou pronto, resolví fazer uma gelatina, também de limão, deixei-a um pouco no freezer e depois, usei-a como cobertura. A seguir,  esfarinhei coco ralado sobre ela. E depois coloquei as casquinhas de limão restantes. Serví o bolo  assim para a Meire, que fez o bolo salvador da pátria: 
Uma fatia do bolo, doce de cidra e sorvete de flocos. Como estava muito quente, logo o sorvete derreteu...
Provei e adorei tudo! Tudo combinando, uma delícia, gente!
Agora é que vou fazer meeessssmo este doce! Seguirei  a segunda receita, a demorada, que curte as cascas por 5 dias. Vou até escrever para a Ana Maria Braga, pedindo ajuda, rsrsrsrsrsr! Só que será daqui uns 15 dias,  pois vou fazer uma cirurgia e ficarei umas 2 semanas descansando e de repouso. MAS QUE ESTE DOCE SAI...ah, isto sai!

Nesta imagem, dei zoom para vocês verem à direita, meu querido pé de limão tahiti,
  agora ele está "carregadinho de limões"!

segunda-feira

Biscoito de Queijo com Araruta ou Fécula de Mandioca

Um biscoito ideal para os lanches da tarde e fácil de  fazer!





A única coisa é que  a farinha de araruta deve ser comprada , ao planejar fazer o biscoito, pois não é encontrada com facilidade a não ser em mercados regionais. 
Vocês estão conhecendo os mascotes do blog, não é? Então, esta é a receita desta 2ª feira, porque o resto da semana vai ficar complicado fazer novas pesquisas e testes de receitas.
Esta  receita, eu tinha pesquisado há muito tempo no Jornal Estado de Minas, e fiz algumas mudanças na hora de fazer. Apesar de adorar este biscoito , demorei testa´-lo por que sempre me esquecia  de comprar a fécula no mercado central.   Esta é a receita bem pesada:

INGREDIENTES

500 grs. de fécula de araruta ou fécula de mandioca
400 grs. de queijo minas ou canastra - ralado (ralo mais fino)
3 a 4 ovos
1 pitada de sal
300 grs. de manteiga de leite
1 colher de sopa (cheia) de pó royal
Obs: na receita original, diz-se que pode ser feito com polvilho doce ( ainda não fiz)

MODO DE PREPARO

Numa bacia, coloque a araruta. Derreta a manteiga numa vasilha e despeje em cima da farinha. Misture bem  com uma colher de pau. Acrescentar o queijo ralado,  o sal, o pó royal,  misture, e vá acrescentando os ovos um a um, (lembrando de batê-los antes num prato com um garfo).
 Sovar bem até o ponto de enrolar. Unte as mãos para enrolar. A massa fica muito delicada e macia.
Modelar os biscoitos em forma de meia lua, por num tabuleiro (sem untar) e levar ao forno pré aquecido a 250 graus, por 15 a 20 minutos. 
Quando começar corar, estará pronto. Simples assim!
No outro dia, o biscoito feito com araruta,  continua desmanchando na boca, mas é um pouco amanteigado. Já o biscoito de queijo feito com a fécula de mandioca, além de ser muito gostoso, é mais firme, mais seco, não fica amanteigado.


Créditos:
A receita original - com polvilho doce,  foi pesquisada no Jornal Estado de Minas



A Saga do Doce de Limão - Os Segredos - Etapa 2

Anotei 2 receitas para passar para vocês. A primeira foi o processo que resultou na queima do meu liquidificador, processando o doce de limão que ficara com as cascas duras, mas o sabor ficou bom. No final tudo deu certo, após processar as cascas, o doce ficou parecendo que havia colocado coco ralado nele e daí para frente, sem problemas, foi só manter o estoque de queijo minas abastecido para acompanhar esta deliciosa sobremesa! O pessoal aprovou e eu fiquei muito feliz! Vou dar a minha receita final, sem a curtição:
Realmente, está de dar água na boca!




INGREDIENTES

20 limões tahiti, de preferência meio maduros
800 gramas de açúcar
10 cravos
5 paus de canela grandes ( depois tirei)

MODO DE FAZER

Primeiro Passo:

Lixar com cuidado a casca do limão com um pedaço de telha, bem higienizado) ou um ralo bem fino.  Isso facilita a saída do sumo da fruta, fazendo com que o cozimento seja mais rápido. Cortar uma rodela do limão na parte do talo.
Em seguida, colocar numa panela, cobrir com água, "abafar com um pano de prato, pois não pode tomar vento, deixando cozinhar por 1 hora e meia.
SÓ QUE VOCÊ TEM QUE TER UM CUIDADO: NUNCA DEIXE A ÁGUA FERVER!
O jeito é desligar o fogo, deixar  um tempo assim e voltar a ligá-lo.
Se tomar vento,  a casca fica dura como um couro!

Retirar do fogo, deixar esfriar...  muito mesmo!    

Segundo Passo:

Este passo é para tirar a acidez do limão.

 Escorra a água e com todo o cuidado retire toda a parte interna da fruta.

Lave bem as cascas, e coloque coloque água limpa e leve novamente ao fogo, fazendo como  fez na primeira água.
 Faça isto quantas vezes for preciso, para que, ao experimentar a água, ela não esteja nem azeda nem amarga. (Fiz isto 12 vezes!)

Terceiro Passo:

Essa é a hora de fazer a calda. Dissolver o açúcar em 2 copos de água e acrescentar os cravos, deixando ferver. 
Juntar as cascas dos limões.
O doce estará pronto, quando a calda estiver cremosa, mas fina. O doce pode ser servido como está ou com muitas variações.
Neste momento, percebi que as cascas estavam ainda duras, e que poderia ser o problema que narrei na postagem anterior.
Foi assim que resolvi  bater todo o doce no liquidificador, retirando primeiro todos os cravos e a canela.
Ficou com uma consistência pastosa, cheiroso, gostoso, como se tivesse colocado nele coco ralado.
 Ainda fiz uma calda, coando numa peneira, o restante que estava sendo processado quando o liquidificador estragou (rsrsrsrsr). Isto gerou uma calda fina, delicada, que levei ao fogo para aquecer, na hora de servir o sorvete. Vocês hão de convir que foi uma tarde muiiiito doce!

A segunda forma de fazer este doce, eu darei para vocês, após testar o mesmo, sem cozinhá-lo logo no início, por uma hora e meia e sim, colocando água quente e deixando sob um pano de prato, até esfriar. Em  seguida curtir as cascas,  MESSSMO,  por 5 dias:
Ele estará frio, portanto, vou trocar a "água fria, por outra água limpa e fria.
Quando fizer isto, volto com esta saga!

Imagens sobre esta fruta linda, que eu já conheço mais a fundo e estou amando!



Já leu algo assim?..."Se a vida lhe oferece um limão...
Agora eu tenho uma nova opção!

Créditos:
A receita básica eu pesquisei na webpage:
www.cozinha brasileira.com

Algumas informações sobre o limão tahiti

Simpósio sobre "limão" Tahiti

por Ascom




Em 27 e 28 de novembro de 2009, foi realizado o primeiro simpósio sobre o "Limão Tahiti", em Porto Seguro. 
A lima Tahiti, popularmente conhecida como "limão" Tahiti, é uma grande opção de plantio dentro da comunidade citrícola. Para ampliar as discussões acerca dessa espécie.
Essa fruta possui um grande valor comercial e é de significativa importância no crescimento econômico do país, com qualidade para o mercado interno e para exportação.
O evento teve como objetivo disseminar conhecimentos técnico-científicos, para esclarecer as possíveis dúvidas existentes entre os citricultores e os interessados no cultivo e comercialização da fruta, e, assim, promover o debate entre participantes. A presença de renomados especialistas nacionais e internacionais assegurou uma vasta discussão sobre o assunto.
Durante a programação, foram debatidos vários assuntos pertinentes ao cultivo do fruto, dentre eles a “Perspectivas sobre a cultura de lima Tahiti no Brasil”. O evento foi organizado pela Uesb em parceria com a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FADCT), Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri) e Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab).

Créditos
Google Busca - Ascom


domingo

A Saga - Nunca desista do doce de limão - Etapa 1

Sempre há uma nova possibilidade
 para um doce que não deu certo!
A 1ª possibilidade: 

E lá está ele ao lado da 2ª possibilidade: 
calda quente para sorvete

Alô videosfera!

Depois de muita luta e ter perdido a postagem que já estava quase pronta, (não salvei, dancei!), vou resumir a história agora: ontem fiquei 6 horas tentando fazer o bendito doce de limão. Com direito a fazer no tacho de cobre, para ficar verdinho, e tudo mais! Só que, entre as receitas que encontrei no Google, optei por fazer a que não precisava ficar curtindo as cascas por uma semana! Este foi o meu erro! Daí para cá foi só emoção! As cascas ficaram duras com o primeiro processo, que vou passar para vocês amanhã. Neste processo, a única coisa que não podia acontecer era a água que estava ferventando as cascas ficar quente demais! Agora, sem termômetro, baseei-me no olhômetro. E as cascas ficaram duras, por este motivo: devo ter deixado a água esquentar demais. Foram 12, doze vezes, gente, eu trocando a água da panela, durante 6 horas...
O resto deu certinho, a calda ficou perfeita, como mandava a receita. Mas, fiquei chateada...
Tinha que descobrir um jeito de salvar o meu doce: Ô doce chato e amargo de fazer!!...: mas, se conseguisse salvá-lo, ia ser ótimo, pois, conseguí tirar em 6 horas todo o amargo e azêdo da fruta.
E hoje, há poucas horas do lanche de domingo, caprichado, lá está , o meu doce de casca de  limão que após bater no liquidificador, o doce e a  calda deliciosa que fiz, rendeu aquele docinho da esquerda da imagem e após queimar o liquidificador batendo as cascas gostosas e duras, rendeu aquela calda, que não parece, mas ficou bem esverdeada (por causa do tacho que fiz o doce) e porque eu não perco a mania de colocar umas gotinhas de anilina verde nestes doces que as frutas são verdes. Viram só.!? E o docinho ficou  delicioso, com gostinho de limão, bom para comer com sorvete. E ainda tem a calda ao lado, que como o liquidificador tinha queimado, eu coei do jeito que estava, guardei os pedacinhos para irmos comendo aos poucos ou colocar em algum bolo de limão, que pretendo fazer esta semana ( para salvar os pedacinhos de casca que estão na geladeira.)
Agora que vocês já sabem a história toda, hoje é domingo né, não digito receitas!  Vou deixar aqui amanhã a receita que testei para este doce que está na mesa e deixarei também, na próxima postagem, o segundo processo que vou testar, que não deixa as cascas ficarem duras. Aquele, que você fica uma semana curtindo as cascas de limão. E olha que este doce é muito mais velho que o FACEBOOK, e, naquele tempo, as nossas avós ja CURTIAM.........
A compoteira verde que está na mesa, está com o doce das duas cidras restantes desta safra. O doce de cidra também é minucioso, mas perde para o modo de fazer o de limão.
Parece que eu estou seguindo uma sina da família do meu pai (dizem que as tias de lá eram doceiras de mão cheia), mas esta é outra história. 
Um bom fim de semana para todos os meu amigos do blog,  ALÔ VIDEOSFERA  e agora, deste meu blog baby - RECEITAS E SEGREDOS... - Prometo que vou contar para vocês, todos os segredos de receitas que   descobrir!  Não estamos no tempo de ficar guardando segredinhos de receitas, apesar de que, ainda tem gente que ainda guarda os seus segredos! O mundo gira, e nós também!
Em contra partida, se alguém leu este post, e sabe como devo fazer para que as cascas do doce "supra citado" não fiquem duras,  right  me soon a comment, please... don`t forguet me!
 Besos chicas!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...